Sopa de letrinhas

Sopa de letrinhas

terça-feira, 11 de maio de 2010

Catarse

Há muito tempo que eu sentia uma vontade enorme de criar um blog. Nunca tive coragem. Na minha cabeça, blog era coisa de gente muuuuuito cabeça. Eu é que não ousaria me enquadrar nesse perfil intelectual de altíssimo nível. Não me sentia preparada pra ser uma bloggeira; sempre achei que aquilo que a gente escreve e resolve publicar é porque necessariamente tem muito valor, ou é realmente muito genial. Além do medo de não postar textos genais o suficiente, sempre tive vergonha de expor o que eu escrevia.

Grande bobagem minha. Afinal, todo mundo sabe que qualquer um pode ser um bloggeiro, independente da qualidade dos textos publicados. E quem é que vai discutir o nível do que se publica? Hoje entendo que o mais importante não é o conteúdo do que está sendo escrito, muito menos a forma do que está sendo escrito, muito menos a gramática do que está sendo escrito. E também não acho que seja importante a quantidade de criatividade/piração empregada naquilo que está sendo escrito. O que importa mesmo é justamente aquilo que ninguém vê: a sinceridade do que está sendo escrito. O casamento do sentimento com a palavra é o que realmente importa.
E quem é que vai poder questionar o seu sentimento? Quem é que vai duvidar da sua sinceridade?
Eu, no meu medo de ser julgada ou incompreendida, demorei pra entender que blog é coisa de você com você mesmo. Por mais que sejam textos totalmente expostos, é você o tempo inteiro testando a sua capacidade de ser completamente fiel as suas emoções. E isso não é fácil não; talvez eu estivesse certa quando pensei que blog era coisa de gente “cabeça”, mas é algo que vai além do racional. E as pessoas de fora (no caso, os leitores) acham belo, não bonito; acham belo quando percebem que aquilo veio do coração. É uma catarse sua: não tem a necessidade de ser aceita por ninguém. É que nem obra de arte. Opa! Acho que era aí que eu queria chegar...

Escrever é uma arte, minha gente, e (regra número um) FODA-SE se eu sou incompreendida!

12 comentários:

  1. Grande verdade, Isabella!
    Eu curto meus devaneio e nem me cobro pelo português correto e estrutura textual.

    Gostei muito do seu post!!
    Seja bem vinda a esse mundão!!!
    bju

    ResponderExcluir
  2. "Meus devaneio" - veja por aí que caguei por linguajar..rs

    O nome dissp é sono,
    bju

    ResponderExcluir
  3. isso mesmo, escrever é uma arte... Eu pinto telas, quando faço abstrato, sempre tem um que pergunta o que significa...

    Ai quase respondo: o significado é não significar

    bjus

    ResponderExcluir
  4. Concoordo com tudo que você disse!
    você é demais! :)
    parabéns!
    beeijos

    ResponderExcluir
  5. me segue no meu blog pfv, amo vc bjs, kkkkkkkkk
    (ridiculo isso), mais fazer oq né, se é pra ter um famoso seguindo a gente, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, nossa sou mt mt mt mt mt mt tosco cara, desculpa ai viu isaa, ai que odio de mim, kakakakka
    vou parar bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu pensava da mesma forma, um belo dia crie coragem (fui incentivada pela minha irmã também!=]) e fiz um blog. Um lugar onde escrevo o que penso e sinto, afinal se expressar é sempre importante.
    Sucesso com o seu blog!!!=]

    bjus.
    http://www.talissaguimaraes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Bella, concordo com td q foi dito por vc,
    eu antigamente pensava q só quem podia ter blog era os famosos,hj eu percebir q somos todos iguais e q desabafando a gente se sente muito mais leve...

    BjoOs adoroO muitão vc!!

    ResponderExcluir
  8. Parabens pensa igual a vc então criei um tb

    ResponderExcluir
  9. Amiga , pra quem estava reciosa em ser blogueira a Sra. arrasou !!!Bom até eu virei blogueira ! HAAHHAHAH ...
    dá uma passada lá depois ! www.portavozdemim.blogspot.com
    SAUDADES MEGAA!

    ResponderExcluir